Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Do Futebol

Blog de análise ao futebol: sério, irónico, crítico, construtivo, mas também intolerante para quem não tem princípios nem entende que a vida está muito para além dum pontapé numa bola.

Do Futebol

Blog de análise ao futebol: sério, irónico, crítico, construtivo, mas também intolerante para quem não tem princípios nem entende que a vida está muito para além dum pontapé numa bola.

TAÇA DA LIGA

festejostacadaliga.JPG

 

O Sporting foi o brilhante vencedor da Taça dos Penaltis, perdão... da Taça Lucílio Batista, perdão... estou a falar do Campeão de Inverno, do sucessor do extra-terrestre Moreirense Sport Club.

O jogo da final demonstrou o que todos sabemos: se o Setúbal é uma equipa composta por meninos e idosos, o Sporting joga muito pouco sem a gazua Gelson em campo (Podence não comeu a sopa? É que não se percebe porque não joga).

O Vitória jogou como se deve disputar uma final, isto é, sem complexos de pequenez: ou ganha ou racha. Os vitorianos beneficiaram da soberba de Jesus, que, ao colocar em campo Bryan Ruiz e Montero, estava mesmo "a pedi-las". Tivesse Costinha  melhores pés, e o Vitória teria levado a taça para casa.

Fase final da Taça da Liga: quatro equipas, três jogos; uma vitória e dois empates. O brilhante vencedor, o Sporting, disputou cinco jogos, dos quais empatou quatro e venceu um. Brilhante vencedor , sem dúvida.

Já o Setúbal eliminou Benfica e Braga, levou um banho de futebol do décimo oitavo classificado da Liga de Honra, e só não ganhou a competição por dez minutos. Má sorte teve.

Por mim, que insisto em ser um dinossauro que gosta de bom futebol, entregaria a taça ao Oliveirense, a única equipa pela qual valeu a pena perder tempo à frente do televisor. 

Também no ranking dos penaltis, o Sporting foi o brilhante vencedor: Beneficiou de 12 pontapés, contra 6 do Porto, 5 do Setúbal, e zero da Oliveirense.

 

Treinadores

 

GettyImages-911155462.jpg

 

Jesus... who else?

Nas meias-finais: "Faço tudo para ganhar." 

O homem quer lá saber de regulamentos, multas, fair-play. É da Reboleira, que mais é necessário saber?

Mas não ficou por aqui. 

Na final: "Ao intervalo falei com eles, mudei a equipa, puxando o Bruno Fernandes para a direita"; "Voltei a dar a responsabilidade ao Coates e ao William"; "Os profetas da desgraça não entendem nada de futebol"; "Quem trabalha com os atletas, é que sabe as decisões que tem de tomar."

Eu... eu... eu... eu.

Quem raio terá colocado a titulares Ruiz e Montero? Quem raio parecia um maluco aos gritos com o Patrício na primeira parte? Quem raio não percebeu que Fernandes e Ribeiro têm um longo caminho a percorrer até poderem jogar simultaneamente os dois no meio campo?

Tu... tu...tu...tu.

 

Jogadores

 

final11.jpg

 

Gonçalo Paciência Futebol Clube

Está mais crescido; "é" o Setúbal de hoje. Possui simulações a fazer lembrar o pai. Junho próximo marcará o sim ou sopas: fará parte das opções do treinador portista ou, tal como Nelsón Oliveira, "vai andar de clube em clube" por essa Europa fora?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub