Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Do Futebol

Blog de análise ao futebol: sério, irónico, crítico, construtivo, mas também intolerante para quem não tem princípios nem entende que a vida está muito para além dum pontapé numa bola.

Do Futebol

Blog de análise ao futebol: sério, irónico, crítico, construtivo, mas também intolerante para quem não tem princípios nem entende que a vida está muito para além dum pontapé numa bola.

CAMPEONATO NACIONAL 2017 / 2018 - DÉCIMA SÉTIMA JORNADA

OS GRANDES

 

benfica.jpg

 

O Benfica venceu o Moreirense fora de casa por 2-0. Os cónegos só no início da segunda parte ofereceram alguma luta, nomeadamente no meio campo, onde ganharam vários lances mercê do recurso a agressividade como não se lhes vira nos primeiros quarenta e cinco minutos. Ao contrário do que lhes tem sido habitual, os encarnados denunciaram sempre enorme crença na vitória, mesmo enquanto a diferença no resultado foi mínima.A saída de Samaris é perversa, ficando por saber como o Bilel Aouacheria conseguiu sair incólume após tamanha "sarrafada" no temperamental médio benfiquista: "À volta, cá te espero", terá dito o grego.

 

sporting.jpg

 

Que dizer de uma partida em que o visitado (Sporting) ganha por cinco bolas de diferença? É que se o visitante perdesse, porém tivesse mostrado que sabe jogar futebol... vá que não vá.O Marítimo terá, hipoteticamente, sonhado com o empate; levou cinco; é bem feito: joguem a bola, gaita!

E por aqui me fico antes de desancar no treinador e jogadores madeirenses, pela abordagem confrangedora que fizeram ao que deve ser uma partida de fiutebol.

Quanto ao Sporting, não se iludam: ganharam bem, mas um jogo assim não significa rigorosamente nada.

 

porto.jpg

 

O resultado, aparentemente algo equilibrado, do jogo do Porto é enganador. Mesmo a perder por uma bola, jamais passou pela cabeça de alguém que o Porto não viesse a golear o Guimarães. A desorientação da defesa vimaranense justificaria derrota bem mais pesada.

 

OS JOGADORES

 

framebrahimi.JPG

 

Brahimi

O gesto do argelino ao intervalo, denunciando estar a chamar ao árbitro "maluco",requeria ser imediatamente expulso. Recordo que o Brahimi estava tão-somente a ser reincidente na má educação, pois, já durante o jogo fizera/dissera algo semelhante, o que, na ocasião, motivara Soares Dias a alertar o capitão do Porto para a indisciplina do colega. Refira-se que, após escutar o juiz, Marcano deu um valente empurrão em Brahimi.

 

OS TREINADORES

 

sergioconceicao12017.jpg

 

Sérgio Conceição

Rui Vitória parece um boneco!

Expressão inaceitável, intolerável, inadmissível, demonstradora de enorme cobardia e falta de respeito pelo colega de profissão. 

 

JorgeJesus22.jpg

 

Jorge Jesus

Este ano é tudo Sporting e Porto!

Querem ver que este e o Marceneiro ainda fazem "ressuscitar" o Benfica?

 

OS ÁRBITROS

 

naom_5a529d9e5e070.jpg

 

Artur Soares Dias

Já aqui me referi ao portuense com comentários preocupantes acerca das suas exibições, e, sobretudo, da falta de personalidade com que encara os jogos e enfrenta os atletas. Desde o incidente na Maia, Soares Dias jamais voltou ao nível anterior. Estará, provavelmente, na hora de abandonar o futebol.

 

BALANÇO DA PRIMEIRA VOLTA

 

etebo2.jpg

 

O meu 11 com base no rendimento dos futebolistas durante a primeira volta do campeonato nacional:

1 -- Rui Patrício

2 -- Ricardo Pereira

3 -- Filipe

4 -- Marcano

5 -- Alex Teles

6 -- Danilo

7 -- Brahimi

8 -- Rúben Ribeiro

9 -- Aboubakar

10- Jonas

11 - Gelson

Notas:

-- É impressionante a falta de qualidade dos guarda-redes a actuarem em Portugal, para o que muito contribuem a saída de Ederson e o eclipse de Casillas. Varela e José Sá não convencem ninguém; Mateus é de engate:

-- Referência para o nivelamento por baixo entre os defesas-direitos;

-- Nos clubes pequenos, a saliência vai para Etebo.

 

DESTAQUE

 

miguelrosa2.jpg

 

Miguel Rosa

Aplaudir como se fora, por exemplo, um cantor lírico numa ópera, é o mínimo que se pode fazer quando um futebolista nos surpreende com algo bem para além da capacidade de dar pontapés numa bola.

Miguel Rosa vai jogar para o Cova da Piedade, e eu, fico estupefacto, pois o médio, não sendo jogador de topo, também náo é atleta para a "segunda divisão". Porém, essa a visão que menos interessa para aqui. É que Miguel Rosa deixou uma "carta de amor" para o seu clube, o Belenenses, a qual não desdenharia qualquer amante escrever à sua amada. Aqui a reproduzo com um abraço sentido ao Miguel Rosa, alguém de que só conheço o percurso enquanto futebolista:

 

"Hoje é o dia em que digo até já a toda a nação Belenenses. A grande questão aqui é que mais do que a minha nação, o Belenenses é a minha família, e a família da minha família. Digo até já e não adeus, porque, e citando as mesmas palavras que Buffon usou para a sua Nação Italiana, sou um soldado, e Belém é a minha pátria: um soldado não deserta, e, quando me chamarem, direi "Presente! O Futebol é feito de ciclos, mas tenho a certeza que esta ligação não tem sequer ciclos, antes uma linha de continuidade emocional infinita. 
É com a minha filha, Carolina Rosa, sócia 7838 do Belenenses, ao colo, que escrevo estas palavras; é a olhar para todos os troféus individuais e conquistas colectivas que escrevo estas palavras: foram 198 jogos, 45 golos, subidas de divisão, manutenções, uma média de 30 batalhas por ano com a Cruz de Cristo ao peito. O meu objectivo para esta época era simples: depois dos 35 jogos o ano passado, tinha o sonho de atingir o numero de 200 com a camisola deste enorme clube. Por uma questão pura e única de gestão de carreira não o farei esta época. Mas mesmo hoje, tenho a certeza que um dia o farei!

Não sei se o Belenenses foi o meu primeiro amor, mas é claramente o amor da minha vida. Aqui fiz-me homem, aqui cresci, aqui chorei, aqui fui feliz, aqui vivi. Ao longo dos anos muitos me perguntavam porque não aceitava as propostas de outros clubes nacionais e internacionais, propostas onde poderia ganhar 10 vezes mais financeiramente.Se pensei nelas?, claro; se hesitei na hora de decidir?, nunca! Sempre que a cada manhã chegava ao Restelo e sentia toda a história e mística do Clube, percebi cedo que a efemeridade não tem preço. Pertencer ao legado de lendas como Matateu, Vicente ou Pepe... esse era o contrato da minha vida, essa era a minha cadeira de sonho. Quando se falava em ídolos, estes são os meus. Não consegui atingir certamente tão lendário estatuto, mas dei o meu melhor e fiz desse objectivo e privilégio a minha grande ambição e fonte de inspiração.
Poderia destacar muitos elementos na hora de agradecer, mas seria injusto para os adeptos colocar sequer alguém ao nível deles. O espaço de agradecimento é exclusivamente para eles, os adeptos deste clube. 
Neste momento, e mais do que nunca, serei um dos vossos e estarei ao vosso lado a vibrar e lutar em todas as batalhas. Tudo na vida tem um limite... menos o meu amor pelo Belenenses. 

Orgulho em ser Belenenses...  para sempre".

(Com a devida vénia... e o pedido de desculpa por alterar a pontuação original, a qual, muitas das vezes, defraudava o sentido profundo das frases).

 

PEDAGOGIA

 

cesarenseporto.jpg

 

Foi um fim-de-semana atribulado para as bandas do F.C. do Porto no que diz respeito à disciplina: os mais jovens -- juniores e juvenis -- futebolistas do clube acharam que podem agredir polícias ou adversários; entre os seniores, Brahimi acha-se acima de qualquer punição.

Como não ouvi qualquer crítica dos responsáveis portistas a tanto desatino, tenho de admitir que, lá pelo Norte, é preciso um espanhol, de seu nome Marcano, explicar o que é ser civilizado.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub