Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Do Futebol

Blog de análise ao futebol: sério, irónico, crítico, construtivo, mas também intolerante para quem não tem princípios nem entende que a vida está muito para além dum pontapé numa bola.

Do Futebol

Blog de análise ao futebol: sério, irónico, crítico, construtivo, mas também intolerante para quem não tem princípios nem entende que a vida está muito para além dum pontapé numa bola.

CAMPEONATO NACIONAL 2017 / 2018 - DÉCIMA OITAVA JORNADA

BRAGA-BENFICA

 

benfica.jpg

 

Bom jogo, bem disputado, Benfica muito coeso, vitória justa. O Braga teve boa reacção, inclusive algum ascendente momentâneo, sobretudo a partir do momento em que alcançou o golo. Repito o que venho dizendo ultimamente acerca dos encarnados: a equipa está mais crente, sente-se capaz de ultrapassar os obstáculos e consegue transmiti-lo a quem está a vê-la jogar. 

A defesa do Benfica jogou muito subida, sem perder a noção do espaço nas costas, o que, obviamente, se deve ao facto de Luisão estar ausente, restando ao Braga lançamentos na diagonal para os extremos, algo que pés pouco confiantes só pontualmente foram capazes de fazer. Bem pelo contrário, o Benfica conseguiu sempre enredar os bracarenses numa teia de passes que, sob a batuta de Jonas, levou os lisboetas a dominarem emocionalmente a partida, e, quando assim é, o caminho para o sucesso torna-se mais fácil.

 

SPORTING-AVES

 

sporting.jpg

 

Os leões ganharam por 3 Dosts. Nada a comentar.

 

OS JOGADORES

 

jonas.jpg

Jonas

Não há mais adjectivos para celebrar a permanência no campeonato português de um futebolista estrangeiro deste quilate. Que saudade dos tempos em que por cá jogaram Yazalde, Cubillas e, mais recentemente, Aimar.

 

 

varela.jpg

Varela

O golo sofrido, ainda que "desculpado" por Vitória, mostra à saciedade que o jovem não é guarda-redes para as necessidades do Benfica.

 

 

 

xadas.jpg

Xadas

Desconheço se saiu por lesão. Seja como for, abandonou o terreno de jogo quando o seu talento estava a causar mais mossa na defesa benfiquista.

 

 

 

OS TREINADORES

 

 

Abel Ferreira

Esteve ao nível que já nos habituou (elevado), quer no campo quer nas declarações prestadas posteriormente ao jogo. Falou de ("explicou") futebol com transparência e limpidez, sem pseudo-superioridade pacóvia, semântica boba ou arrogância de qualquer espécie. Para além da bem demonstrada abordagem táctica ao jogo, deambulou por outras áreas de não menor interesse:

- Um dos maiores jogadores da história do Braga não tem lugar no Benfica;

- Ao intervalo perguntei ao próprio: onde está o Fábio Martins do último jogo?;

- A diferença entre jogar no Braga e num grande, está na capacidade mental do atleta ser capaz de se exibir da mesma maneira contra qualquer adversário.

 

ruivitoria.jpg

 

Rui Vitória

Parece estar a conseguir solidarizar os jogadores, comprometê-los com o jogo, fazê-los acreditarem que são capazes de chegar ao objectivo, algo transcendental e altamente meritório para um treinador que se vê "obrigado" a jogar com futebolistas da qualidade de Varela, André Almeida, Pizzi, Sálvio, Cerni, Filipe Augusto, Luisão, Jardel, Seferovic etc. Ficou efusivo no final da partida: mereceu tamanha felicidade. 

Não assacou culpas ao árbitro pelo suposto penalty sobre Jonas. Bem sei que acabara de vencer a partida, mas não deixa de ser motivo de elogio.

Às questões individuais acerca dos seus jogadores, contrapôs o colectivo, o que não deixa de ser defesa do grupo. Não sei se virá o dia em que possamos saber, sem subterfúgios, o que, honestamente, pensa Rui dos seus atletas; provavelmente, não.

 

A POLÉMICA QUE ENVOLVEU CONCEIÇÂO E VITÓRIA, À QUAL NÃO SE EXIMIU JESUS DE METER A COLHERADA

 

 

Sérgio Conceição abriu a contenda na semana transacta, comparando Rui Vitória a um boneco. Jorge Jesus logo veio fazer desnecessária colagem àquele com quem, agora, concorda em tudo, afirmando: Vocês sabem que aquilo que tenho a dizer, digo. Exatamente como disse o meu colega.

 

 

Como ninguém lhe encomendou o sermão, o treinador leonino ficou a falar sozinho, quando, num -- suposto e extemporâneo, como se confirmaria posteriormente -- arremedo de consciência, Conceição aproveitou uma abordagem da imprensa para  dizer que: Sou frontal e falo de uma forma apaixonada, mas não era a minha intenção ofender ninguém. O exemplo que dei foi infeliz e lamento se as pessoas pensaram que quis ofender.

 

 

Vitória, que nestas coisas dá "lições de civismo" aos colegas(?), veio pôr um ponto final na discussão, afirmando: Quero que isto fique bem claro. Este episódio não começou aqui nem começou da minha parte mas vai terminar já aqui e hoje (...) Se há coisa que tenho feito é não ultrapassar determinados limites. O treinador do FC Porto disse o que disse e ele que assuma as suas responsabilidades.

 

 

Contudo, o Marceneiro, contra o que o bom-senso  e a inteligência recomendariam, quiçá influenciado por quem agora lhe dá palmadinhas nas costas, veio de novo quebrar a porcelana na loja:: (...) não voltei atrás naquilo que disse (...)  Não tenho de pedir desculpa a ninguém (...) Não sou um yes man.

Não vês, Sérgio, que és mesmo tu quem tresanda a comportamento manipulado. Tanto aludes ao carácter, que, um dia destes ainda te ouviremos aos gritos: Quantos são, quantos são? Venham eles! Venham eles!

Quando alguém diz "tudo o que lhe apetece" estará, muito provavelmente, a... ser malcriado... ser provocador... ser impulsivo... ser destemperado...ser imaturo.

Sérgio Conceição comporta-se de forma imatura; fá-lo-á enquanto lhe derem a oportunidade de assim proceder; cairá no esquecimento quando ninguém estiver para lhe aturar a má criação. É pena, porque me parece que, no fundo de tanta impertinência mal dirigida e gratuita, tem um bom coração.

 

Ah!, é verdade: parece que para além de Jesus não saber falar português, também não sabe fazer contas de somar: neste momento há seis equipas europeias com mais jogos do que o Sporting, e são as seis da liga inglesa. As fontes desmentem-no (Ver em http://www.abola.pt/Clubes/Noticias/Ver/711058/147).

E, já agora que estou com a mão na massa, aproveito para esclarecer que, apesar de a provecta idade, o leão ainda é capaz de dar umas boas cambalhotas. Então não querem lá ver que o homem veio (eu ia ser bonzinho e dizer corrigir equívoco próprio, mas não é correcto, o mal-entendido foi culpa dos jornalistas) contrariar o que se escreveu que dissera antes, afirmando: No campeonato o FC Porto é o líder e o Sporting e também o Benfica vão disputar o título. (...) espero agora que não inventem coisas. Estão a perceber. Espero que saibam o que estou a dizer para depois não escreverem o contrário.

 

OS JORNALISTAS

 

Assessoria-de-Comunicacao-BH.jpg

 

Em que ficamos, meus caros? Porque ficais calados? Porque vos deixais ofender?Jesus disse ou não o que agora, aparentemente, desdiz? Não há gravações a comprovarem o que anteriormente foi escrito? Que receia a classe que se soprepõe à verdade?

 

Nota: Guardo para amanhã a análise do Estoril-Porto... se esta se justificar.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub