Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Do Futebol

Blog de análise ao futebol: sério, irónico, crítico, construtivo, mas também intolerante para quem não tem princípios nem entende que a vida está muito para além dum pontapé numa bola.

Do Futebol

Blog de análise ao futebol: sério, irónico, crítico, construtivo, mas também intolerante para quem não tem princípios nem entende que a vida está muito para além dum pontapé numa bola.

CAMPEONATO NACIONAL 2017 / 2018 - DÉCIMA SEGUNDA JORNADA

OS GRANDES

 

porto.jpg

 

Fora o campeonato português mais competitivo, e veríamos a equipa portista em queda livre.

Começo a análise da jornada recordando o que deixei escrito, a título de premonição, no últmo post. O Porto cedeu o segundo empate no campeonato, e de nada mais do que de si próprio se pode queixar, Marcou cedo, esteve para além de uma hora sem rematar à baliza, e só o medo de serem felizes por parte dos avenses, provocou que a última sensação haja sido a de que os portistas pressionaram o adversário. Nada mais inexacto: o Aves foi, na maior parte do tempo, a melhor equipa em campo. 

 

sporting.jpg

 

O Sporting fez um jogo perfeitamente medíocre. Beneficiou dum golo esquisito, só possível de validar quando em causa está um grande. Fora o Paços a marcar assim, e, certamente, a interpretação do VAR iria em sentido contrário. Nada de surpreendente, pois, afinal de contas, o Sporting é, de longe, a equipa mais beneficiada pelas arbitragens no presente campeonato.

 

benfica.jpeg

 

O jogo do Benfica não teve história. O Setúbal é frágil de mais para se tirarem quaisquer conclusões. Os adeptos benfiquistas exultaram com o resultado: sem razão, entenda-se, porém, racionalismo é o que menos abunda em futebol Espero que na próxima sexta-feira continuem com motivos para celebrar. Por mim, que sou benfiquista, não vejo como seja possível evitar a derrota com o Porto.

Hoje estou em dia de citações. Aí vai mais uma dedicada aos adeptos de todos os grandes:

Os Ídolos são as luminárias da existência humana. Que não se dê lugar, porém, aos vícios da idolatria que conduz às trevas da razão e à alienação da alma!

Para que não fique a ingratidão, aqui deixo o seu autor: Frassino Machado.

 

A ANÁLISE DO CAMPEONATO

 

fatos-curiosos-e-pouco-conhecidos-da-ciencia-18.jp

 

Quem diria que à décima-terceira jornada do campeonato indígena a liderança estaria ao alcance de qualquer dos grandes: Eppur si muove! 

A conclusão é simples: Benfica, Porto e Sporting jogam bem pouco. Não fora as indivualidades pagas a peso de ouro, isto é, Jonas, Brahimi, Bas Dost, e o Rio Ave ou o Braga chegariam a campeões nacionais.

 

OS JOGADORES

 

bryan.jpg

Bryan Ruiz

Aleluia: voltou a jogar futebol. O costa-marfinense representa o cerne duma das decisões mais aberrantes que vi tomadas em futebol por um presidente e um treinador. Admito que os responsáveis sportinguistas não o quisessem no plantel, porém, é indigna a forma como o problema se arrastou durante cinco meses. Independentemente de estar ou não no seu melhor, Ruiz corporiza  a razão para se gostar de futebol. Se o Azevedo agora se cala, de Jesus lamenta-se a falsídia de nos tentar convencer do humanismo do seu gesto.

 

danilo.jpg

Danilo

Já aqui o referi, mas não é demais repetir-me: reclama por tudo e por nada, gesticula e provoca os árbitros; é mau colega para os adversários; está transformado num manhoso, isto é, um jogador "à Porto". Que lástima num futebolista deste nível.

 

 

 

corona.JPG

Corona

Ficou indignado com a expulsão. Pois... é que de vez em quando os árbitros lembram-se de serem competentes quando em causa estão atletas dos grandes clubes.

 

 

 

 

mabil.jpg

Mabil

O queniano é um jogador desconcertante para quem tem de o marcar. Muito jovem, acumula ingenuidades com lances espectaculares. A seguir.

 

 

 

mathieu.jpg

Mathieu

O abono de família de Coentrão. É, curiosamente, bem mais velho do que o lateral esquerdo.

 

 

 

 

zivkovic.jpg

Zivkovic

Bem sei que o jogo não exigia muito, contudo, volto a questionar-me se o sérvio não justifica a titularidade. Péssimos treinos fará, certamente.

 

 

 

 

 

OS TREINADORES

 

sérgio.jpg

 

Sérgio Conceição

O verniz começou a estalar. No final do jogo com o Aves, no melhor "estilo arruaceiro", correu a invectivar o árbitro. Salvou-o a sensatez dos jogadores do Porto... seus subordinados. Assim, não dá, Marceneiro! 

Reclamou contra a decisão do juíz que, supostamente, o prejudicou numa penalidade em cima do final do jogo. Nada a dizer, não fora o facto de se esquecer de aludir aos primeiros quarenta e cinco minutos, altura em que Rui Costa "inclinou o campo e a disciplina" a favor do Porto.

 

lito.jpg

 

Lito Vidigal

Creio que jamais chegará a um grande, ainda que possa, por exemplo, vir a treinar o Braga. Fala baixo, transpira tranquilidade, não se excitou como se houvesse "ganhado a Liga dos Campeões" como o treinador do Porto insinuou. O problema é que... sabe de futebol, e isso é algo que, pelos lados do Dragão, não se reconhece em alguém que não seja sequaz de Pinto da Costa.

 

rui.jpg

 

Rui Vitória

Prarece-me perdido, à toa. Infelizmente para todos nós, ninguém lhe perguntou (ou eu tal não detectei) porque razão Svilar não voltou à titularidade. Mal vai o Benfica se, ao fim de vinte jogos oficiais (mais ou menos), ainda não tem um guarda-redes definido. Porém, há mais casos estranhos nas opções de Vitória: é que continua a apostar nos atletas que melhor conhece, isto é, os mais velhos, os que lhe garantiram dois campeonatos.. Face á decisão de ontem, não é crível que Svilar volte  contra o Porto. E Jardel? Sairá para regressar Rubén Dias? Quanto a Zivkovic estamos conversados: por muito fraco que seja o rendimento de Sálvio, jamais sairá da equipa; e Pizzi? Não temos mesmo nada melhor? Diogo Gonçalves passou de titular à bancada? Por causa de Cervi? Isto para não falarmos em Almeida, Luisão ou no intrigante Rafa.

 

OS DIRIGENTES

 

saraiva.jpg 

 

Nuno Saraiva

Em Paços de Ferreira, nova prova de como o VAR é uma ferramenta fundamental para a verdade desportiva.

Até o Sporting ser penalizado... Depois veremos o que dizes.

 

Luis Goncalves.jpg

 

Luís Gonçalves

Um arruaceiro sem espaço numa liga de futebol europeia. Ademais, é reincidente.

Ver em: http://www.abola.pt/Nnh/Noticias/Ver/703495

 

A ARBITRAGEM

 

arbitragem.jpg

 

Creio que Rui Costa (com o apoio do VAR) decidiu bem no penalty reclamado pelo Porto. Lance complexo, contudo, Tenho para mim que Danilo, deseperado, atirou-se para cima do jogador do Aves, e, depois, fez o que sempre faz: rebola e grita até se aperceber de que o árbitro nada marca. De seguida levanta-se e corre como se nada fosse com ele.

LIGA DOS CAMPEÕES - QUINTA JORNADA

877115784.jpg

 

O Porto alcançou um empate na deslocação a Istambul, e, com tal, garantiu a permanência nas competições europeias, faltando a clarificação de qual a prova que disputará. A equipa entrou em campo bastante receosa e falha de clarividência. Foi seriamente pressionada, sobretudo na primeira parte, e só ao facto de ao Besiktas ser suficiente o empate, terão os portistas ficado a agradecer não haverem saído derotados da antiga Constantinopla.

Fora o campeonato português mais competitivo, e veríamos a equipa portista em queda livre.

Em termos individuais ninguém se terá evidenciado, embora nada se possa apontar a José Sá, o qual me pareceu não ter boa comunicação com os defesas, ou porque estes não confiam nele ou porque ao guarda-redes falte ainda "estatuto" na equipa.

 

cska-kazandi-benfica-veda-etti-3203795.Jpeg

 

O Benfica perdeu de novo... e vão cinco derrotas em cinco jogos, e uma vénia à tão propagada visão de Luís Filipe Vieira. A exibição foi simplesmente deplorável, a equipa não joga rigorosamente nada, é incapaz de fazer dois passes em progressão. A defesa é um pesadelo; o meio-campo não tem qualidade; o ataque está dependente de Jonas, que, salvo no frágil campeonato português, jamais poderá jogar como único ponta de lança. O(s) sistema(s) de jogo não funciona(m), o modelo é... inacessível a pré-reformados e medíocres. O preverso é que o CSKA não passa duma equipa de nível baixo.

Dentre as miseráveis exibições individuais, salienta-se pela positiva Varela por ter salvado o segundo golo ainda na primeira parte, e Fejsa que ainda foi tentando evitar o cataclismo. Ainda bem que Svilar e Krovinovic foram poupados ao vexame de Moscovo: é que o Benfica vai necessitar da força anímica deles para os próximos desafios.

 

mw-1240.jpg 

 

O Sporting venceu sem dificuldades de maior, tal a fragilidade dos gregos, que, só à sua conta, cederam seis dos sete pontos que os leões detêm, e lhes permite, na pior das situações, manter-se na Liga Europa. O Sporting teve a estrelinha de marcar dois golos quando o jogo estava equilibrado. O Olympiakos reflecte, muito provavelmente, a realidade económica da Grécia. Possui uma amálgama de jogadores: portugueses uns, conhecidos do futebol nacional outros, brasileiros alguns dos demais; todos de qualidade duvidosa.

Não há destaques entre os atletas leoninos, estiveram todos bem.

 

OS TREINADORES

 

maxresdefault.jpg

 

Sérgio Conceição

Começou a partida com dois defesas direitos que de pouco lhe valeram (e.g. o lance do golo do Besiktas), e viu a melhor oportunidade do encontro perdida exactamente pelo mais adiantado dos dois laterais (Ricardo). Com a equipa cansada e poucas soluções -- que não alternativas tácticas -- no banco, faltou-lhe perspicácia para tentar ganhar o jogo no momento em que os turcos levantaram o pé do acelerador. De qualquer forma, se a estratégia era alcançar o segundo lugar no grupo, parece que o objectivo possa ter sido atingido. A ver vamos.

"Não é fácil jogar neste ambiente, perante uma equipa que tem orçamento maior que o nosso...", disse o Marceneiro. Acaso alguma vez lamentou a falta de orçamento de Tondela, Setúbal, Aves, Chaves, Estoril, Rio Ave, Marítimo, Belenenses, Moreirense, Portimonense, Boavista, Braga, Guimarães, Paços de Ferreira e Feirense quando jogam no ambiente do "Dragão"?

 

img_770x433$2017_11_22_20_16_38_1337119.jpg

 

Rui Vitória

Não tem condições para continuar ao leme da equipa... a menos que Vieira dê o dito por não dito e tenha um momento de lucidez lá para Janeiro. O treinador há muito que perdeu a margem de manobra, não consegue fazer passar a mensagem de tranquilidade que repete à exaustão. É tempo de sim ou sopas para as bandas da Luz. Não se fazem omeletes sem ovos.

CAMPEONATO NACIONAL 2017 / 2018 - DÉCIMA PRIMEIRA JORNADA

OS GRANDES

 

porto.png

 

O Porto venceu facilmente o Belenenses numa partida jogada em tom morno e sonolento, sem motivos que a tornassem interessante, a não ser a confirmação de que Felipe pode carregar pelas costas os adversários dentro da área, sem que tal dê origem à marcação de grande penalidade. Tal aconteceu aos dez minutos de jogo, e o árbitro (Fábio Veríssimo), o mesmo que não vira a falta do central, penalizou, quatro minutos mais tarde, entrada semelhante de Herrera sobre Rony. Qual a diferença, pergunta quem conhece as leis do futebol? Simples: a segunda foi feita a meio-campo: a primeira, a ser marcada, levaria o árbitro a ir apitar jogos do campeonato de seniores.

Sempre que vejo o Porto, fico com imensas dúvidas se esta equipa tem mesmo a qualidade que os pseudo comentadores lhe atribuem... ainda que chegue para ser campeão português.

 

benfica.jpg

 

O Benfica fez, provavelmente, a melhor partida da época por uma simples razão: defrontou uma equipa de valor. Tenho uma mensagem para os fanáticos adeptos dos grandes: os nossos principais clubes só crescerão em termos internacionais quando tiverrmos uma dezena de equipas da qualidade de Braga, Guimarães, Rio Ave e Marítimo. Até lá, continuem a "masturbar-se intelectualmente" sempre que ganharem a "mortos".

 

sporting.jpg

 

O Sporting empatou em casa com o Braga. Um jogo bem disputado pelas mesmas razões do anterior: os bracarenses não são inferiores aos leões, faltando-lhes apenas maior consistência, sobretudo nos jogos fora de casa contra os supostos pequenos. O mellhor futebol foi do Braga, que só claudicou quando lhe começou a faltar frescura física, situação que o treinador compensou com competência ao efectuar as substituições que se impunham. A equipa de Abel viu ser-lhe escamoteada a vitória por uma arbitragem manifestamente infeliz. Estranhei as lesões de Dost e Acuña, ambas do foro muscular, que Jesus ignorou primeiro e gaguejou depois, quando a tal foi questionado.

 

OS ADVERSÁRIOS

Não gostei do Belenenses, que, mesmo a jogar contra um dos piores Porto da época, não conseguiu mostrar o que quer que fosse. Perdeu por dois a zero, contudo, durante 89 minutos, pareceu satisfeito em trazer para Lisboa uma derrota pela magem mínima. Guimarães e Braga bateram-se pela vitória contra os grandes de Lisboa. Assim, sim, vale a pena ver futebol.

 

OS JOGADORES

 

herrera.jpg

Herrera

É um caso de amor e ódio para os adeptos portistas. Começa as épocas invulgarmente como suplente, e, a breve trecho, ganha a titularidade contra todas as expectativas. Um magnífico jogador de futebol, não obstante o dilema que o envolve: não possuir coeficiente de tolerância entre os sequazes nortenhos.

 

 

luisão.jpg

Luisão

Àparte o "milhão de faltas" que vai fazendo por jogo, até se estava a "safar", não fora o golo do Guimarães: primeiro não conseguiu interceptar o passe; de seguida permitiu que o adversário recebesse a bola e rodasse; por último abriu as pernas e traíu o pobre do Svilar, a quem, certamente, ninguém explicou que iria ter por central um  "neanderthal".

 

andré almeida.jpg

André Almeida

Que lhe terá passado pela cabeça para fazer uma falta daquelas? É que o defesa direito (ou outra coisa qualquer, que a polivalência tudo cobre) não tem 18 anos.

 

 

 

 

 

 

svilar.jpg

Svilar

Começa a ser o abono de família dos benfiquistas no que se relaciona com o processo defensivo. Ontem cometeu nova infantilidade ao sair extemporaneamente a uma bola colocada na lateral e protegida por um colega. Porém, repito o que antes escrevi: é assim que se cresce.Pena é que já tenha sobre a cabeça o cutelo de Vieira: a vender logo que aguém ofereça X milhões.

 

matheus.jpg

Matheus

Um guarda-redes de "engate". Ontem só não defendeu o remate colocado de Dost e o penalty de Fernandes, muito provavelmente, no caso deste último, por ter sido mal marcado.

 

 

 

 

 

ricardo horta.jpg

Ricardo Horta

Para quem nem sempre é titular, fez um jogo esforçado. Não merecia aquele final, mas quem não quer ser lobo não lhe veste a pele. Quando joguei futebol, sempre me preocupei ao  ver avançados a defender: é que não têm noção do tempo de entrada à bola.

 

 

danilo.jpg

Danilo

Fez um estupendo jogo. Se algum dia conseguir ganhar consistência exibicional, muitas lágrimas verterão Valência e Benfica.

 

 

 

 

 

OS TREINADORES

 

pedro martins.JPG

 

Pedro Martins

Não lembrava ao diabo vir criticar a decisão do árbitro no lance do amarelo ao guarda-redes encarnado. Recomenda-se que vá reler -- se é que alguma vez chegou a ler -- as regras e recomendações da Uefa e Fifa.

 

abel ferreira.jpg

 

Abel Ferreira

Deu um "baile" de táctica ao "cérabro". A par disso, esteve muito bem no flash interview. 

 

jorge jesus.jpg

 

Jorge Jesus

As cataratas que lhe permitiram o célebre "limpinho, limpinho" continuam a obstruir-lhe a visão: desta feita foi o suposto penalty cometido por Goiano sobre o pudico Bruno César.

Vou-me repetir: o homem falha sempre nos momentos capitais. Irá voltar o estigma das equipas treinadas por Jesus não passarem do Natal? 

 

AS ARBITRAGENS

 

carlos xistra.jpg

 

Carlos Xistra

Dou de barato os supostos penaltis sobre Danilo e Bruno César(este último um manhoso, como sabemos), mas não consigo calar a indignação pelo golo anulado a Fransérgio. Se Xistra ainda não compreendeu para que serve o VAR, melhor será que faça uma reciclagem. Asim, não vale! Disciplinarmente, inclinou sempre o apito contra o Braga. Só Jesus ( no flash interview) lhe atribuíu "uma boa arbitragem nos aspectos técnico e disciplinar"... mas este só conta enquanto a aura -- algo que de facto não existe -- se mantiver. Subiu alto (ao altar); do alto (altar) cairá.

 

OS COMENTADORES

A SPORT TV brindou-nos com três comentadores diferentes nos jogos dos grandes. Vamos por partes.

 

pedro henriques.jpg

 

Pedro Henriques é o mais competente de todos os comentadores online da televisão portuguesa, isto é, entre aqueles que nos vão transmitindo as peripécias do jogo à medida que este vai evoluindo. Explica a técnica de passe, a intenção do atleta, as deficiências que observa. Pena foi que tenha primeiro feito vista grossa à ilegalidade cometida por Felipe, para, mais tarde, insinuar que o central -- aquando de mais uma das suas inúmeras faltas -- pudesse, com a sua exibição, estar a dar azo à marcação de uma penalidade contra o Porto.

 

Luis Freitas Lobo.jpg

 

Do Lobo já aqui falei várias vezes. O homem não sabe o que é dar um pontapé numa bola de futebol, define como grandes defesas lances banais para um guarda-redes da categoria de iniciados, acha que "biqueiradas" são remates espectaculares. Não passa de um teórico repetitivo sem pingo de originalidade.

Para o comentador(???), todos os jogos por ele relatados são de enorme qualidade., ainda que com lances em que tem sempre "muitas dúvidas". Um inseguro com medo de tecer uma opinião: "Aber das ist ihre beruf" .

 

le.jpg

 

No jogo de Alvalade tivemos um show de parcialidade dado por Leonel Pontes... esse mesmo, o adjunto de Paulo Bento há uns anos atrás. Tal qual o Lobo, o Leonel fala que se farta, impede-nos de acompanhar o jogo, a sua lógica argumentativa é mais dificil de seguir (até porque eivada de contradições) do que a fabulosa equação de equivalência entre a massa e a energia de Einstein: e=mc2. Durante a partida fomos levados da táctica à estratégia; do planeamento à intenção. E o jogo? O Leonel estava mesmo a ver o jogo?

Também a SIC parece afinar pelos mesmos parâmetros ao contratar um tal Luís, que, no princípio, se fazia acompanhar do I-pad, e agora debita toda uma panóplia de lugares-comuns sem respeito algum  pelos colegas do painel, os quais permanentemente interrompe, mesmo quando ao seu lado estão Rita, Cristóvão, Borges ou Faquirá. O homem sabe tudo, não tem dúvidas e raramente se engana.

Haja pachorra para aturar esta gente.

 

OS DIRIGENTES

 

luis filipe vieira.jpg

 

Luís Filipe Vieira

Durante a semana veio dizer que o Benfica tem de segurar os jovens que forma na academia. Há uns meses afirmou que o clube teria de aceitar as propostas pelos seus atletas enquanto não reequilibrasse as contas. Em que ficamos?

Domingos Soares Oliveira e Rui Costa sentiram a necessidade de vir recentemente a lume defender e elogiar o presidente benfiquista. A "coisa" está assim tão mal?

 

antónio salvador.jpg

 

António Salvador

Tal qual Jesus ( em cor verde), só viu o que se apresentou pintado de vermelho, o que lhe confere o estatuto de parcial. Não podia ser mais focado e racional num jogo em que o Braga foi claramente prejudiado? Vale-lhe ter por detrás um treinador inteligente e competente.

 

DIVERSOS

 

fernando santos.jpg

 

Fernando Santos promoveu a convocação para a selecção nacional de vários atletas habitualmente dela afastados para um jogo particular. "Observação", afirmou. Alguém acredita na generosidade do seleccionador? 

Recordo-me do "bom gigante", José Torres, ter ficado tão emocionado na vitória que o fez "sonhar" na Alemanha, que, segundo o que na ocasião se disse, terá prometido, no balneário, aos atletas presentes, que todos fariam parte da convocatoria para o México 86. Não cumpriu; o final da história foi o que se sabe.

 

roménia.jpg

 

O Benfica parece ter-se sentido ofendido por um minúsculo clube da quarta divisão romena usar o mesmo nome (suponho que o tenha descoberto através da inscrição nas camisolas) e, vai daí, toca a ameaçar com o tribunal se aqueles não retirarem a insígnia. Os dirigentes do clube visado vieram prometer que o farão logo que possível, e até se desculparam com o respeito pelo nome do grande clube português. É mesmo assim que se resolvem estes problemas?

 

casillas.jpg

 

A Marca, jornal madrileno, afirma que Casillas terá questionado pessoalmente Sérgio Conceição acerca da subalternidade a que está presentemente votado na baliza do Porto. Pelo que percebi, o Marceneiro não terá ficado muito satisfeito com a questão. Já José Sá, pelo seu lado, vai chegando para as encomendas em jogos tão simples como o Leipzig ou o Belenenses. No Porto o que é difícil é ser titular, o resto é uma história de facilidades por incompetência dos adversários. Não é, Casilhas? Não é, Vitor Baía?

 

jesus e conceição.jpg

 

Jesus -- sempre ele -- e Conceição estiveram particularmente activos esta semana a preparar desculpas para eventuais dificuldades que viessem a experimentar nos jogos do campeonato. A razão era simples: é que os coitados dos seus "meninos" tinham sido forçados a uma jornada nas competições europeias a meio do período. Se no caso do Porto a questão se resolveu por incapacidade do adversário, já o treinador dos leões se viu e desejou para empatar intra-muros com um adversário que... tinha menos 24 horas de descanso e, ao contrário do Sporting que jogara em casa, fizera uma cansativa viagem que incluiu avião e autocarro até à Bulgária.

Repetem ambos os treinadores o estereótipo estafado; "jogamos de três em três dias". Como sou um homem dado às matemáticas e à estatística, dediquei alguns minutos (não são precisos muitos) a estudar o tema. Assumindo que a época ofical decorra sensivelmente entre meados de Agosto e idêntico período de Junho, conclui-se que o futebol de competição dura dez meses, isto é, grosso modo, 300 dias. Acontece que mesmo as mais fortes equipas portuguesas raramente passam dos oitavos de final das competições europeias. Admitamos ainda factores exógenos: jogos pelas selecções; lesões; castigos; quebras de forma dos atletas; rotatiividade do plantel. No final, como ainda dizia Lewandowski há bem pouco tempo, o limite deverá estar na casa dos 50 jogos/época. Se dividirmos 300 por 50, chegaremos à conclusão de que os atletas mais utilizados jogam de... seis em seis dias, não de três em três.

Nota: Não é aceitável o argumento das "fases da época". Como muito bem disse Abel Ferreira neste fim-de-semana acerca das lesões (algo que se aplica à planificação do treino) "Quando se tem competência..."

LIGA DOS CAMPEÕES - QUARTA JORNADA

benfica.jpg

 

O Benfica optou por povoar o seu meio-campo, deixando Jonas de fora: a goleada evitava-se, a vitória passava a miragem. E vão quatro derrotas em quatro jogos, não se entendendo como se continuam a tecer expectativas acerca de um eventual apuramento. O futebol colectivo do Manchester United fica muito aquém do valor individual do seu plantel, o que tem a ver com o carácter essencialmente resultadista de Mourinho.

Vamos às individualidades.

-- Svilar está a crescer, não merecia as negaças que a fortuna lhe fez no primeiro golo;

-- As características de Douglas obrigariam a uma mudança de sistema. A continuar assim, é um "passador";

-- Diogo Gonçalves fez incursões para o interior do campo que lhe permitiram causar grande perigo ao adversário;

-- Percebe-se porque o Real Madrid pretende De Gea; Matic é, certamente, um dos melhores médios do mundo; Rashford, uma pérola.

 

sporting.jpg

 

O Sporting esteve perto do sonho e acabou virtualmente eliminado da Champions. Não estou seguro que vença o Olympiakos na próxima jornada. A ver vamos: que tem tudo na mão... tem.

Gelson apareceu a jogar com muito mais exuberância do que o tem feito; Patrício poderá estar a atravessar um dos melhores momentos da carreira.

 

porto.jpg

 

O Porto levou de vencida um adversário directo na corrida ao apuramento, tal como aqui vaticinei há duas semanas. Os portugueses (???) foram mais maduros e viram o jogo correr-lhes de feição, marcando quando pouco o justificavam, e esperando sempre pela hipótese de contra-atacarem O Leipzig, tal como fizera na Alemanha, pôs a nu as debilidades do Porto, as quais passam pela intensidade e pressão, algo com que os nortenhos não se dão bem. O problema é que a equipa alemã defende mal, treme nas bolas paradas contra, parecendo pouco à-vontade quando vê o esférico perto da sua área.

Vamos aos detalhes:

-- Marega lesionou-se. Vamos ver que consequências trará ao Porto.

-- As entradas de Reyes e Maxi mostraram que Hernâni e Oliver pouco contam;

-- O golo de Danilo é obtido em fora-de-jogo;

-- O treinador do Porto foi fazendo marcha-atrás com as substutiições... Perdão, é critério que se diz; critério é a palavra da  moda para "engonhar" numa partida de futebol;

-- O jovem guineense Keita é um futebolista de eleição;

-- Bruma e o guarda-redes são os elos mais fracos da equipa alemã.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub