Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Do Futebol

Blog de análise ao futebol: sério, irónico, crítico, construtivo, mas também intolerante para quem não tem princípios nem entende que a vida está muito para além dum pontapé numa bola.

Do Futebol

Blog de análise ao futebol: sério, irónico, crítico, construtivo, mas também intolerante para quem não tem princípios nem entende que a vida está muito para além dum pontapé numa bola.

CAMPEONATO NACIONAL 2017 / 2018 - TERCEIRA JORNADA

OS GRANDES

 

sporting.jpg

 

O Sporting passeou por Guimarães, tal a fragilidade dos vimaranenses, onde o processo defensivo -- como já aqui mencionei por ocasião da Supertaça -- deixa muito a desejar por falta de mecanização ou de qualidade dos intérpretes. Dez golos sofridos em três jogos dizem tudo. A partida não admite grandes conclusões, nem justifica que pela exibição alcançada se teçam loas, curiosamente no dia em que Gelson esteve, pelo menos até ao último quarto de hora, aquém do nível a que nos habituou.

 

benfica.jpg

 

O Benfica repetiu a dose do rival, tendo por opositor o Belenenses. Não vale a pena repetir-me: o campeonato português não tem qualidade que justifique o actual número de competidores.

 

porto.jpg

 

O Porto despachou o Moreirense por 3-0 num jogo que mais pareceu uma peladinha em ar de treino.

 

OUTROS CLUBES

 

rio ave.jpg

 

Rio Ave

Três jogos, três vitórias: estas já ninguém lhas tira. Parabéns a Tarantini e companheiros.

 

OS JOGADORES

 

bruno.jpg

Bruno Fernandes

Marcou dois bons golos, o primeiro de enorme qualidade. Embora tenha oscilado de rendimento ao longo do jogo, acabou por compensar o momento menos bom de Adrien no comando do meio-campo leonino.

 

 

jonas.jpeg

Jonas

Fez três golos. Teve um momento de talento excepcional quando chutou de meio do campo ainda na primeira-parte:

"É pena a bola ter batido na trave, porque se a bola entra acho que seria o golo mais bonito da minha carreira".

À memória veio-me o Mundial de 1970, quando Pelé tentou bater de idêntica forma Viktor, o guardião checo. Do imortal brasileiro afirmou-se que tinha feito "o melhor golo" do campeonato. Apetece-me dizer o mesmo do remate do avançado benfiquista.

 

eliseu.jpg

Eliseu

É de crer que seja o suplente de Grimaldo, embora, dadas as constantes lesões do titular, se arrisque a jogar muito para além das expectativas iniciais. Serve para "as encomendas", contudo, recorre amiúde -- vezes demais -- à "ratice de velho" para ir parando os adversários, Diogo Viana que o diga.

 

 

OS TREINADORES

 

jesus.jpg

 

Jorge Jesus

Baralhou e voltou a dar, isto é, recuperou Bruno Fernandes por troca com Podence, titular contra Setúbal e Steaua. Fiquei sem perceber se houve gestão de esforço se indecisão nas escolhas. Observados meia dúzia de exemplos dentre os jogadores  que não actuaram a totalidade dos 90 minutos nos dois últimos jogos -- Coentrão, Bruno Fernandes, Mathieu, Podence, Acuña, Jonhatan -- conclui-se que não houve um padrão comum. A ver vamos na próxima quarta-feira.

Kylian Mbappé passou a "Mabapié" no dizer do treinador sportinguista. Mais uma para juntar a "pinas",  "cérabro" e "ganda" nas contribuições para o anedotário pessoal do homem que tem "uma ciência".Ver em:

https://desporto.sapo.pt/futebol/primeira-liga/artigos/veja-como-jesus-pronuncia-mbappe

Para terminar em beleza, a referência vai para a declaração pós-jogo com o Vitória de Guimarães:

"Estamos a fazer equipa competitiva e humilde". 

Humildade e Jesus? Imposível!

 

machado.jpg

 

Manuel Machado

Este fim-de-semana ter-se-ão deslocado aos estádios a ver os três grandes cerca de 120 000 dos seus apaniguados e fiéis seguidores. Embandeiraram em arco com as proezas dos respectivos clubes: "grande jogo"; "enorme exibição"; "jogadores de topo". Infelizmente, nada disso é verdade. Os três grandes estão muito acima dos outros. Como é possível pôr uma equipa a jogar um futebol interessante, se mais de 90% dos atletas dos pequenos clubes são fraquíssimos futebolistas?

É aqui que me socorro das palavras assisadas do actual treinador do Moreirense:

"Eu, com uma equipa de três milhões, a jogar no Dragão contra uma equipa de 80 ou 90 milhões? Isto não tem interesse completamente nenhum! O V. Guimarães foi goleado na sua casa por 5-0, depois o Belenenses sofreu também cinco golos… Isto vai ver-se ao longo da temporada. São resultados que não interessam à modalidade e ao espetáculo. Isto conta o campeonato dos três, o resto é carne para canhão. Se o negócio seguir este caminho, estará condenado".

 

Lá vamos cantando e rindo... 

-- Porto, és a nossa vida...

-- Glorioso S.L.B...

-- Só eu sei porque não fico em casa...

PLAY-OFF DA LIGA DOS CAMPEÕES: SPORTING-STEAUA

1024.jpg

 

Perder as eliminatórias europeias em Alvalade, é uma espécie de fatalismo que acompanha o Sporting desde sempre nas várias competições da UEFA.

Ontem todos sentimos o peso da tradição: o Sporting joga pouquíssimo, depende do que Gelson seja capaz de fazer, e de um livre ou canto que permita o milagre de alguma das "torres" leoninas marcar um golo de cabeça. O resultado foi mesmo lisonjeiro para os leões, pois de nada que não de si próprios se podem queixar.

 

Em termos individuais, as saliências positivas vão para:

 

gelson.jpg

Gelson

Começa a ser lamentável ver um jogador desta qualidade a jogar por tão fraca equipa.

 

 

 

mathie.jpg

Mathieu

Apesar de o peso da idade, mostrou ser um jogador inteligente, capaz de entender o jogo e encontrar soluções dentro do campo. Boa surpresa.

 

 

 

Denis-Alibec-1.jpg

Alibec

O capitão romeno é um bom jogador, arriscando-me a dizer que teria lugar em qualquer equipa portuguesa. 

 

 

 

 

 

Referências negativas:

 

jesus.jpg

 

Jorge Jesus

O homem gesticula; grita; é grosseirão; trata mal os jogadores. E, na minha opinião, para inglês ver, isto é, para excitar os dóceis adeptos leoninos, sacudir a água do capote e fingir... fingir sempre... fingir que "sabe muito de bola". Não sabe! É um perdedor nato, incapaz de reagir à adversidade, e nem uma hipotética reviravolta em Bucareste apagará a demonstração de incapacidade ontem protagonizada pelo treinador do Sporting Clube de Bruno de Carvalho.

 

coentrão.jpg

 

Fábio Coentrão

É inconcebível que um atleta sem condição física para desempenhar a sua missão profissional continue a ser escalado para os jogos. Que se pretende? Destruir de todo a já de si frágil imagem que Coentrão deixou que se lhe colasse nos últimos anos? Não há pingo de sensatez para as bandas de Alvalade?

CAMPEONATO NACIONAL 2017 / 2018 - SEGUNDA JORNADA

OS GRANDES

 

sportingsetubal2.jpg

 

O Sporting bateu o Vitória de Setúbal pelo macérrimo 1-0. Toma foros de fatalidade a ideia de que o suposto "grande", chegado o minuto 80, marcará a bem ou a mal. Assim foi: o árbitro Paixão, o mesmo que tão vilipendiado foi no passado pelos leões, passou, por um toque de magia, a estar "melhor de ano para ano", no aquilatar "erudito" de Jorge Jesus.

O penalty assinalado contra o Vitória admite várias interpretações. Por mim, acho que se alimentou um precedente: sempre que um "grande" (e só a este tal é permitido) estiver aflito com o tempo e quiser usufruir de um castigo máximo, só tem de mandar o seu avançado saltar para cima do defesa contrário. Verdade seja dita que o Setúbal nada fez para vencer, porém, não é ao árbitro que cabe sanar a falta de competitividade do campeonato português.

 

tonpor1.jpg

 

O Porto ganhou fora ao Tondela também pela margem mínima: 1-0. Atacou muito, reduzido futebol apresentou. Muita parra e pouca uva, que é o mesmo que dizer que os jogadores se esforçam, sim, todavia pouco produzem. Também me questiono se o sistema táctico usado é o mais aconselhado. O árbitro influenciou o resultado, e de tal darei conta mais abaixo.

 

seferovicchaves2.jpg

 

O Benfica viu-se e desejou-se para vencer fora o Chaves, que se revelou boa equipa e muito bem organizada. Uma partida emotiva, com a primeira parte disputada a dois, e a segunda com o Benfica a impor a capacidade física que os transmontanos, para já, não possuem. A vitória foi justa, ainda que favorecida pela felicidade do tardio golo. 

 

 OS JOGADORES

 

piccini.jpg

Piccini

Continuo convencido da sua banalidade: chutos para fora e falta de discernimento ofensivo. Parece ser bom numa área que muitas tradições tem nos grandes clubes portugueses: faz faltas sucessivas nos lançamentos de linha lateral.

 

 

 

casillas.jpg

Casillas

Ia dando um monumental frango aos 70 minutos, não fora Telles esconjurar o perigo de uma bola que, certamente, estaria ensebada para tão infantilmente fugir das mãos do guarda-redes portista. Não digo que não tenha estado bem noutras ocasiões -- mérito próprio ou demérito adversário, é o que falta saber--, porém a idade ameaça: de um momento para  outro, Casilhas deixará de ser solução para passar a parte do problema. Se dúvidas houver, vejam os níveis exibicionais de Júlio César em comparação com um passado ainda bem recente.

 

ricardocosta.jpg

Ricardo Costa

Ao fim de mais de uma dezena de anos ausente regressou ao futebol português, e logo com o cargo de capitão do Tondela. Talvez sirva para jogos "manhosos"; para estes, vê-se que "já não tem vida". Má aposta do clube beirão.

 

 

nunoandrecoelho1.jpg

Nuno André Coelho

Teve uma carreira de altos e baixos; de promessa a decepção. Ontem, deve ter realizado um dos mais bem conseguidos jogos da sua vida. Como no melhor pano cai a nódoa, atrasou-se uma única vez na marcação ao ponta-de-lança adversário: deu golo.

 

TREINADORES

 

Luís Castro treinador chaves benfica.png

 

Luís Castro

Um homem inteligente. Falou de futebol no flash interview, algo que está bem para além do que é capaz de fazer a maioria dos treinadores. Explicou coerentemente a táctica e objectivos da sua equipa e apontou forças e debilidades conjunturais. Muito bem.

 

COMENTADORES

 

Confesso que me falta a pachorra para ouvir a maioria dos comentadores televisivos. Aguentei dez minutos do play-off, durante os quais fui brindado com as seguintes pérolas:

 

rudolfo.jpg

 

Rodolfo Reis

O antigo capitão portista acha que quanto mais alto "berrar" menos os espectadores adormecerão. Interrompeu vezes sem conta o sempre apaziguador João Alves, olvidando o óbvio: que estava a ser malcriado. Por mim -- pobre espectador --, nunca lhe passei procuração para dizer que o ambiente belicista num simples programa televisivo deveria sobrepôr-se ao diálogo pacífico. É que, para o caso do Rodolfo não ter capacidade de entender (algo que, de todo, não possui) eu penso ou analiso melhor o que me dizem se feito num clima de tranquilidade. Para que não fique por aqui a crítica, também o moderador do programa achou por bem levar a discussão para o clima de "feira", desacreditando o representante do Benfica, afimando algo do tipo: "são permitidas interrupções dentro do correcto". Fiquei sem saber onde se situariam as respectivas fronteiras.

 

manuel.jpg

 

Manuel Fernandes

O homem é impagável. Vou propor à SIC que lhe renove de forma vitalícia o respectivo contrato: é que faz-me rir. 

Ontem, referindo-se ao guarda-redes portista, afirmou:

"Casilhas interviu...".

Estou a imaginar, há sessenta anos, na escola de Sarilhos Grandes, o menino Manel a um canto da sala, orelhas de burro, a declamar o pretérito perfeito do verbo intervir:

-- Eu intervim... Tu intervieste...Ele interviu... ai, que a reguada doeu... Ele interveio... desculpe, professora... Nós...

Nota: Não se trata de qualquer perseguição a Reis e Fernandes; é que os labrostes são pagos a peso de ouro para debitarem um chorrilho de disparates. Vivam as audiências!, abaixo a competência!

 

ARBITRAGEM

 

fábio.jpg

 

Fábio Veríssimo realizou péssima arbitragem no Tondela-Porto: interrompeu uma jogada perigosa de ataque do visitado para marcar falta em claro benefício do infractor; fez vista grossa a uma penalidade de Ricardo Costa sobre Marega; ludibriou o espectáculo ao não expulsar Felipe numa jogada de contra-ataque. 

Pior era impossível.

 

NOTÍCIAS DIVERSAS

 

sporting.jpg

 

-- "Gelson só sai por 100 milhões!"

Deve ser brincadeira.

-- "Academias e formação".

Quantos jovens estão a jogar como titulares de Benfica, Sporting e Porto? Pois...

-- "Coentrão falha jogo com o Steaua".

O segundo de muitos.

-- "Ronaldo foi castigado por cinco jogos".

A presunção e a arrogância andam em promoção.

--"Benfica procura guarda-redes"

Novela inconcebível para um clube deste nível.

 

ASPECTOS TÉCNICOS

 

Pontapé livre indirecto:

"A bola deve estar imóvel quando se executa o pontapé e o executante não poderá voltar a jogar a bola antes de esta ter tocado noutro jogador entra em jogo logo que seja pontapeada e se mova claramente (...)"

Quer no jogo do Sporting quer no do Porto, vimos atletas daqueles clubes colocarem simplesmente a bota por cima da bola iniciando a jogada. Onde raio vêem os árbitros o claro movimento da bola?

 

O VÍDEO-ÁRBITRO

 

video.jpg

 

Na minha ingenuidade, pensei que se os principais beneficiados dos erros de arbitragem eram, até agora, os grandes clubes, seriam, naturalmente, estes os mais prejudicados com a inclusão da acima referida tecnologia. Pelo que tenho observado, os árbitros "não têm dúvidas e raramente se enganam", protegidos que estão pelos comentadores e ex-juízes que, quando lhes convém, logo apelam ao famigerado "critério do árbitro".

Observando as decisões relativas às duas primeiras jornadas do campeonato, a conclusão que retiro do novo procedimento é a de que os pequenos não só verão sancionados os lances de golo anteriormente duvidosos, como ficarão perdidos na selva de decisões -- assumidamente correctas porque de cariz "tecnológico"-- contra si tomadas ao longo do jogo.

ANÁLISE À PRIMEIRA JORNADA DO CAMPEONATO NACIONAL DE FUTEBOL

OS JOGADORES

 

aboubakar.jpg

Aboubakar

O camaronês pode tornar-se o grande reforço do Porto. É uma força da natureza, razão mais do que suficiente para se converter em pesadelo dos rivais. Quando, na época passada, foi dispensado, experimentei o alívio por saber que deixara de ser adversário directo, mas também a tristeza por não podermos ver em Portugal um jogador de qualidade... como o Benfica ficou a saber na Liga dos Campeões. Posto que, bem ao contrário de Nuno Espírito Santo, Sérgio Conceição parece confiar no atleta, a questão põe-se agora noutro plano: que levou Abobakar a mudar de forma tão drástica o discurso? Como foi possível passar do "nunca mais", para "Porto, meu amor"? Talvez nunca o saibamos (algo a que não é estranha a  reconhecida incapacidade inquisidora dos jornalistas desportivos portugueses); talvez a novela referente à assinatura do novo contrato deslinde razões que a razão desconhece.

 

827042782.jpg

Guedes

No marasmo competitivo do Aves, a saliência positiva foi para o jovem que, em tempos, passou pelo Sporting B. Vamos  ver se "cresce e aparece".

 

 

 

 

 

 

 

 

24984013397a6bccac29708ff6e7a85e.jpg

Rafa

O avançado benfiquista deve fazer péssimos treinos para não merecer uma oportunidade por parte de Rui Vitória. Como é possível ser suplente -- não utilizado -- nesta equipa do Benfica? Por que razão o "brinca-na-areia" Cervi é titular pouco menos que indiscutível?

É que, Jonas à parte, Rafa é, de muito longe, o melhor jogador do clube da luz.

 

image.jpg

Xadas

Já aqui me referi, na pretérita temporada, a este jovem. Pela qualidade que demonstra, tem tudo para vir a subir a escada do sucesso.

 

 

 

 

 

OS TREINADORES

 

treinador.jpg

 

Pautaram-se pelas banalidades discursivas. Estão na "pré-época".

 

ARBITRAGEM

 

image (1).jpg

 

Tiago Martins no Aves-Sporting tanto quis embelezar a sua actuação, que foi deixando passar em claro faltas de ambos os lados para cartão amarelo por interrupção irregular de jogadas de contra-ataque. Perto do fim, decidiu punir um atleta do Aves por aquilo que ele próprio suscitara. Aspecto a melhorar.

 

img_770x433$2017_04_27_16_09_59_1256756.jpg

 

Hugo Miguel teve um estranho comportamento. Permitiu que um suposto penalty contra os azuis e brancos acabasse por estar na origem do primeiro golo do Porto. Por mim, fiquei com duvidas se não se terá "protegido" bem para além do que se pode tolerar.

 

VÍDEO-ÁRBITRO (VA... por comodidade da escrita)

 

video_arbitro_balanco_2016.jpg

 

Afinal de contas, parece que nada do que o VA aponta faz lei. As dúvidas sobre o papel daquele começam a adensar-se. O pioneirismo tem destes custos. Tema a seguir.

 

PIADA... OU NÃO

 

masoud-shojaei-and-ehsan-haji-safi-31605_0.jpg

 

Os nomes de EhsanHaji Safi e Masoud Shojaei não dizem nada ao comum dos adeptos do futebol. São atletas iranianos a jogar na Grécia. Foram corridos da selecção nacional por haverem defrontado uma equipa israelita. "Ultrapassaram a linha vermelha do país», disse o ministro-adjunto dos Desportos.

Pensava que a humanidade tivesse já entrado na era da sensatez... E sim, não me esqueci da cobardia que foi a recusa das nações ocidentais, Portugal incluído, participarem nos Jogos Olímpicos de Moscovo.

BENFICA - BRAGA

1152909.jpg

 

Finalmente um cheirinho de competição, ainda que pareça haver muito espaço para crescimento do onze bracarense. Todavia, deu para confirmar estar no ataque a força do campeão nacional, bem em oposição à sua paupérrima defesa, guarda-redes incluído.

Tenho muitas dúvidas na correcção do ajuizamento feito ao golo anulado a Ricardo Horta, bem como no penalty não assinalado no bloqueio a Jardel dentro da área. A vitória do Benfica foi justa e, pelo menos, não nos aborrecemos a ver um jogo de um só sentido.

F. C. PORTO - ESTORIL

img_841x470$2017_08_09_20_46_44_1299742.jpg

 

O campeonato ameaça-nos com este tipo de jogos, cujo interesse se desmorona perante a diferença entre os opositores. O Porto ganhou sem dificuldade alguma, deixando hipotéticas análises do seu potencial para ocasião futura. O Estoril encolheu-se... encolheu-se... e dali não saiu. 

Independentemente das vitórias ou derrotas, um campeonato é para ser disputado pelos participantes. Não vi nada disso neste jogo. Se não têm capacidade para o fazer, não deviam competir a este nível.

CAMPEONATO NACIONAL 2017 / 2018 - PRIMEIRA JORNADA

Como a primeira jornada se alonga por uns incrivéis cinco dias, opto por ir analisando cada jogo dos grandes clubes à medida que os forem disputando, guardando para o final a análise global da ronda.

 

img_818x455$2017_08_06_19_15_59_656502.jpg

 

AVES-SPORTING

Vitória fácil dos lisboetas, cuja oposição não passou do plano das intenções. Li que os avenses receberam vinte e quatro "reforços". Muito trabalho terá Ricardo Soares para construir uma equipa.

Dentre os leões, gostei da primeira parte de Acuña, e, obviamente, do capitão Adrien, o qual não entendi porque saiu, assumindo, como referiu o comentador televisivo, que terá estranhado ser o alvo da substituição que levou Battaglia para o terreno de jogo. A estar cansado, deveria ter partido do próprio atleta o pedido de substituição. É que o resultado era curto, e um hipotético empate exigiria a presença dos melhores em campo.

Do ponto de vista individual, dentre os novos atletas, não gostei do Piccini que me pareceu banalíssimo; do Coentrão que se revelou uma nulidade; do Bruno Fernandes que não me parece encaixar numa equipa que tem Adrien. É que o capitão é como o eucalipto: seca tudo em redor.

ÉPOCA 2017 / 2018 - SUPERTAÇA

23be6a645338cec71f5af204f3aea84e.jpg

 

O Benfica venceu, como era esperado, um Vitória de Guimarães que, muito provavelmente, será reforçado com Hernâni e/ou Marega, se não vier mais alguém para ajudar defesa tão permissiva. O tema levar-me-ia a pensar na efectiva utilidade de possuir "emprestados". A ele voltarei.

Os momentos de bom futebol atacante de ambas as equipas foram totalmente subvertidos pelas debilidades defensivas que demonstraram. Se da equipa minhota se podem, como disse, esperar reforços para esta e outras áreas do campo, já o Benfica parece querer seguir o exemplo da avestruz. Quando Grimaldo saíu, os quatro defesas do clube da luz somavam qualquer coisa como 126 anos, isto é, 31,5 anos por jogador. Conclusão: nem para o campeonato português dá, quanto mais para suportar qualquer ambição -- ainda que modesta -- a nível europeu.

Vamos aguardar que Agosto chegue ao fim; que não se percam pontos e motivação que se mostrem irrecuperáveis; que se recomponha um plantel parco de qualidade em alguns sectores. É que os dois últimos campeonatos foram conquistados por margens mínimas. Assim se ganha, assim se perde.

No que se refere ao jogo propriamente dito, creio que acabou por ser interessante, posta a incrível possibilidade de, a cada lance de ataque, podermos presenciar um novo golo. No final, dir-se-á que um resultado "gordo", 4-3, por exemplo, estaria mais em linha com o espectáculo presenciado.

Apetece-me ser premonitório: foi o primeiro e o último títulos da época para o Benfica.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub